O ônus e o bônus de ser uma proprietária veterinária

Image

Nesse mês completam 7 meses que meu Manolo, um Beagle atópico de 9 anos, foi diagnosticado com diabetes. Para quem não sabe, atopia é um tipo de alergia muito comum em cães e não tem cura, apenas controle. Um cão atópico pode ter alergia a uma série de coisas – poeira, produtos de limpeza, xampus, alguns alimentos, pulgas, etc. Além disso, cães atópicos tem infecções de pele secundárias à alergia e muita coceira. 

Quando diagnostiquei meu pequeno com diabetes minha maior preocupação, além das injeções diárias e o pavor que ele sempre teve de agulhas, era como conseguiria controlar a alergia sem o corticóide. A cortisona é um hormônio que nosso próprio organismo produz.  Tem ótima resposta para o prurido, mas deve ser usado com cautela pelos inúmeros efeitos colaterais, sendo contra indicado para pacientes diabéticos por ser hiperglicemiante.

Um mês antes do diagnóstico iniciei um novo medicamento, um modulador do sistema imunológico chamado ciclosporina. Um dos efeitos colaterais, descritos como raríssimos na própria bula do medicamento é o aumento da glicemia. Como a mãe do Manolo era diabética, provavelmente o medicamento antecipou o diagnóstico. Mesmo assim, segui com a medicação pois a diabetes já era um caminho sem volta. 

Conforme relatei no post anterior do Manolo, optei pela dieta caseira por dois motivos – para conseguir fazê-lo comer nos horários certos e para meu gordinho perder peso. Há 7 meses cozinho para ele e certamente ele come melhor do que eu. Posso deixar de fazer a minha refeição, mas nunca a dele. O Manolo ama a comida e felizmente é meu melhor paciente diabético. As glicemias são excelentes e as poucas vezes que ele me deu susto foram por culpa da arte de “roubar comida” e comer o que não deve. 

A sorte dele é que eu consigo controlar a glicemia e monitorá-lo da melhor maneira. Com isso, consigo dar alguns petiscos fora de hora. Toda tarde dou um vergalho, ou 1 Pet Palito 0 (da Organnact), ou 1 Pró Palito (da Vetnil). Após o café ou jantar dou uma frutinha após a insulina como recompensa. É importante dizer que abro essas exceções pois tenho como controlar a glicemia dele diariamente e felizmente ele é muito compensado. A glicemia do Manolo em jejum é aproximadamente 90mg/dl e no pico não passa de 180mg/dl. Pacientes diabéticos não devem comer fora do horário e a quantidade de alimento deve ser bem certinha!

Confesso que durante esse tempo tive momentos de desespero nas crises alérgicas. Quando parei de administrar a ciclosporina ele piorou muito e se coçava demais. Acordei inúmeras noites com ele chorando de tanto se coçar, e de tanta coceira se machucava. Muitas vezes rezei e pedi para que se ele fosse viver assim, que não precisava ser por tanto tempo. Por amar tanto meu Manolinho nunca suportei vê-lo sofrendo. Ele passava dias com o colar protetor e sempre arrumava um jeito de se coçar, tremia e chorava de tanta coceira. Mesmo com receio de alterar a glicemia retomei a ciclosporina e há quase 3 meses ele toma diariamente. Felizmente meu amorzinho está muito bem.

Image

Há 7 meses organizo minha rotina em função dos horários dele. Acordo cedo todos os dias e me programo para estar em casa aproximadamente às 20h, que é o horário da janta. Se durmo no meu namorado volto cedinho para casa para dar o café da manhã e insulina no Manolo, se viajo tenho que programar a rotina e preparar um monte de marmitas com antecedência. Meu Manolo me enche de preocupação, me limita alguns horários, me faz perder horas na cozinha e outras horas de sono, mas faz tudo isso valer a pena!

Sou cada dia mais apaixonada por ele e esse amor é incondicional. Amo chegar em casa e vê-lo abanando o rabinho só para mim, amo o jeitinho que ele dorme e a alegria na hora do passeio e nas refeições. Meu Manolo me tornou uma veterinária melhor. E hoje, no dia do veterinário que seria meu, agradeço meu amigo por todos esses anos de aprendizado. Manolinho, se for para viver bem e feliz, quero você perto de mim por uma eternidade…

Anúncios

, , , , , , , , , ,

  1. #1 por jaimesaldanhajr em setembro 10, 2013 - 10:31 am

    Adorei seu texto Batucha. É lindo o amor q vc tem por este cachorro.

    É hoje ou foi ontem o dia do veterinário? De qq maneira parabéns!!! Vc é a melhor veterinária que existe!!!!

    Bjs, Vame

    Enviado do iPhone.

    • #2 por tattitie em setembro 11, 2013 - 11:20 pm

      Menino, o Manolo é seu concorrente! rs
      Te amo!!!

  2. #3 por Maricy Marry em setembro 10, 2013 - 1:38 pm

    =) sempre uma delicia suas histórias! beijão pra vcs dois, vc e o manolo, abraço no jairo =)

    • #4 por tattitie em setembro 11, 2013 - 11:20 pm

      Obrigada Marry lindona!!! Sempre querida. Um beijo

  3. #5 por Bruno Lucas em outubro 12, 2013 - 3:08 am

    É não adianta a gente da vida por eles!!! Muito saúde pro Manolinho!!!

  4. #6 por Noêmia em outubro 18, 2013 - 2:48 pm

    Olá!! Estou muito feliz por ter encontrado esse blog e chorei com o relato acima, pois me reconheci nele. Temos uma Poodle, de quase 9 anos, e há cerca de 3 meses temos o diagnóstico de diabetes e há 3 dias, ela teve piometra fechada – já foi operada e está em casa, se recuperando. Sabe quando vc está desnorteado, inseguro, preocupado, realmente sofrendo por uma situação? Pois é, estamos assim, eu e meu marido…mas nosso amor por ela é bem maior que tudo isso e estamos fazendo de tudo para que ela fique bem. A nossa Puppy também toma injeções de insulina 2 x ao dia, o que no começo parecia uma missão impossível, mas agora estamos conseguindo sem dificuldades. O problema agora é a alimentação. Ela “odeia” a ração específica para cães diabéticos e se recusa a comer…é uma luta, e estamos muito propensos a oferecer alimentação natural, caseira. Vc pode me enviar uma receita e quantidade que devemos oferecer, considerando que ela tem quase 9 anos, pesa 11 kg e ainda tem flutuações de glicemia ( entre 60 e 230 + ou – )? Agradeço muito desde já! Beijinhos pro Manolo, ele é lindo de viver, muita saúde pra ele!!

    • #7 por tattitie em outubro 18, 2013 - 4:11 pm

      Olá, Noemia! Lógico que posso te enviar a receita. De qualquer maneira converse com seu veterinário sobre essa possibilidade. Por conta da castração, provavelmente vai conseguir controlar melhor a glicemia. Vou tentar te enviar um email hoje mesmo. Obrigada pela visita e muita sorte com sua pequena.
      Um abraço e me avise quando receber,
      Tatti

  5. #8 por Noêmia em outubro 18, 2013 - 5:16 pm

    Tatti,
    Recebi sim, e respondi!
    Obrigada !!!!

  6. #9 por Fernanda em janeiro 28, 2014 - 3:00 pm

    Boa tarde Tatiana!

    Ando sentindo falta das publicações referentes ao seu cão Manolo diabético.Infelizmente apesar de todos os nossos esforços não temos conseguido controlar o inevitável a um cão diabético,a catarata.A cada dia vemos o Tob ter mais dificuldade em enxergar as coisas e estamos muito tristes.Sua diabete esta controlada mas tudo aconteceu muito rápido(4 meses).Gostaria que falasse um pouco disso para que nós que amamos tanto nossos filhotes.Obrigada!Grande Abraço.Fernanda

    • #10 por tattitie em janeiro 29, 2014 - 1:23 pm

      Oi, Fernanda! Estou mesmo em falta com meu blog, mas em breve vou me dedicar mais. Culpa do pouco tempo e das responsabilidades maiores. Felizmente meu Manolo segue muito bem. Consegui diminuir ainda mais a insulina dele, atualmente 1,5 unidade duas vezes ao dia e glicemias em torno de 90 a 120mg/dl. Mudei um pouco o cardápio e ele continua comendo comida caseira. Recentemente passou por uma cirurgia pequena e nada alterou a glicemia. Estou muito feliz por ele!! Ele completou um ano de diagnóstico e felizmente não tem catarata. Procure um oftalmologista e se a glicemia estiver controlada vale à pena operar. Anos atrás uma paciente nossa de mais de 12 anos operou de catarata (tb devido diabetes) e voltou a enxergar! Se puder te ajudar em alguma coisa, por favor me diga!
      Um beijo e até breve, Tatti

  7. #11 por Fernada em janeiro 30, 2014 - 12:18 pm

    Ola Tatti, bom dia!

    Fico muito feliz pelo Manolo e por você.Entendo que é uma pessoa muito ocupada e por isso não tem tido tempo e te agradeço por ter respondido,nós leigos no assunto sempre procuramos por respostas e experiencias que nos oriente e gostei muito do seu blog pois fala com amor aos animais.O Tob continua com 0,05 de insulina, as vezes amanhece com 178 e as vezes com 55mg/dl, aí se amanhece baixa eu o alimento e após 2 horas aplico a insulina (nessa hora que ela se encontra bem alta, as vezes 250, 300 ou 400 ). Graças a Deus ele esta bem e feliz!Sobre a catarata nós estávamos ciente de que iria acontecer mas pensei que demoraria mais um pouquinho sabe!
    Gostaria que se puder e souber me informe mais ou menos o valor dessa cirurgia,apesar de não ter dinheiro já prometi ao Tob que trabalho em 3 empregos,vendo rifa, faço empréstimo mas não vou deixar que ele fique cego.Esta dolorido até de pensar nesta hipótese.Ele é tão feliz,gosta de correr, brincar e não quero que isso aconteça.
    Amamos muito nossa bolinha de pêlo e queremos que ele fique bem sempre.

    Se puder me informar mais ou menos o valor te agradeço muito!Tô muito muito muito feliz mesmo pelo Manolo!

    Abraço

    Fernanda

    • #12 por tattitie em fevereiro 2, 2014 - 3:21 pm

      Oi, Fernanda! A glicemia do Tob oscila muito, certo? Nesse caso seria bom fazer a curva glicêmica, ou seja, dosar a glicemia dele várias vezes ao dia para ver o que realmente está acontecendo. 55mg/dl é muito baixo e 400mg/dl muito alto. Ele não está compensando e é preciso saber a causa disso. Talvez uma infecção de pele, de urina ou alguma outra alteração não permita que a glicemia dele esteja controlada. Antes de pensar em anestesia-lo para uma cirurgia é imprescindível controlar a glicemia. Converse com sua veterinária e faça exames complementares para saber se está tudo ok (hemograma, função renal, frutosamina, exame de urina, etc). Esses picos de glicemia alta que anteciparam a catarata. Qualquer dúvida me escreva novamente. Um beijo!

  8. #13 por Quésia Quintana em janeiro 30, 2014 - 2:01 pm

    Olá! Obrigada por compartilhar esse assunto. Eu tenho uma cadela de 7 anos e ela foi diagnosticada com diabetes em 2012, desde então tenho aplicado insulina. Ela é muito comilona e gosta de tudo. Será que você poderia me orientar no sentido do que eu poderia dar para ela comer, além da ração especial? Ela não gosta muito. Agradeço sua ajuda!

    • #14 por tattitie em fevereiro 2, 2014 - 3:16 pm

      Olá, Quésia. Tudo bem? Caso tenha uma veterinária que acompanhe sua cadelinha, sugiro que converse com ela sobre novas opções de dieta. Caso ela esteja com a glicemia controlada e comendo a ração correta não vejo problema em manter. Caso contrário considero a dieta caseira uma excelente opção, desde que ela tenha um acompanhamento de um profissional e coma corretamente (a quantidade e os alimentos certos). Acho complicado oferecer comida e ração para um paciente diabético, sugiro escolher apenas uma opção. Qualquer dúvida e/ou sugestão me escreva novamente. Um abraço!!!

  9. #15 por Fernanda em fevereiro 2, 2014 - 9:57 pm

    Ola Tatii

    Obrigada mais uma vez!Tenho estado muito preocupada mesmo.Se eu estivesse mais perto gostaria de levar o Tob para você cuidar.Não desmerecendo o profissional que o acompanha mas eu me tranquilizaria mais ja que tenho visto poucos resultados aqui seguindo a risca tudo que me é solicitado.

    Obrigada por tudo e principalmente por mesmo tendo passado por tudo que mencionou com seu pai, Manolo e Amora estar sempre pronta a nos dar um conselho.

    Grande Abraço!

    Fique com Deus….

    • #16 por tattitie em fevereiro 3, 2014 - 1:31 pm

      Fernanda, muito obrigada pela mensagem!! Uma pergunta importante: por quanto tempo costuma usar a insulina? Pois recomendamos que seja trocada a cada 28 dias. Um beijo

  10. #17 por Quésia Quintana em fevereiro 3, 2014 - 1:25 pm

    Olá Tatti! Puxa! Agradeço tua resposta, mas hoje me encontro em uma situação bem dificil com minha cadela. Ela está rejeitando completamente a ração especial e a veterinária que atende ela não aceita a possibilidade de alimentá-la com comida caseira. E pra piorar, eu não tenho muita condição financeira pra estar levando ela sempre a um veterinário. Gasto bastante com insulina e as coisas que compro pra ela comer sã bem caras porque são especificas para o problema dela. Não sei mais o que fazer ,porque ela está muito magrinha. Eu tenho feito malabarismos pra que ela coma pelo menos um pouco, mas sinceramente não sei mais o que fazer. Será que você poderia me orientar? Talvez alguma receita de comida caseira. Desculpa o meu chororô, mas se puder me ajudar ficaria muito grata. Um abraço!

    • #18 por tattitie em fevereiro 3, 2014 - 1:29 pm

      Oi, Quesia!! Pode não ser ético da minha parte te passar uma dieta sendo que sua veterinária é contra.
      De qualquer maneira me envie uma foto da sua cachorrinha e o peso dela. Se puder me diga tb quais os valores das últimas glicemias. Um bj

  11. #19 por Fernanda em fevereiro 3, 2014 - 2:14 pm

    Ola Tatti

    Utilizamos a insulina humana NPH e a veterinária disse que deixando na geladeira posso usar por um pouquinho mais de tempo, agradeço por demais essa sua dica e vou fazer o teste quanto a isso.Ele toma 0,05 de insulina nos dois horários as 06:30 da manha e depois 16:30 ou caso esteje baixa na hora da medição, 2 horas após comer(08:30 e 18:30).

    Infelizmente minha cidade é pequena e dependemos de veterinários de fora e esta complicado no momento procurar um outro por isso to procurando encontrar o erro.Fazemos a medição da glicose de 2 a 4 vezes ao dia.Ele come a ração Equilíbrio Obesity & Diabetic da Total, maçã e vagem e não damos nada de petiscos.

    Queria te agradecer pois tem me mostrado muita coisa importante como por exemplo, que o importante nesse momento é controlar sua glicemia e não ficar desesperada com a cirurgia da catarata.Obrigada de coração

  12. #20 por Michelle Portilho em janeiro 14, 2015 - 1:22 pm

    Oi Tatti!!! Muito lindo seu carinho por seus cãezinhos e em especial com o Manolo! Eu estou passando por uma situação parecida e realmente não sei mais como devo agir.Em Setembro de 2014, descobri que minha poodle estava com diabetes, foi tudo muito rápido e logo ela perdeu a visão para o meu desespero, já que ela sempre foi muito ativa e passou a ficar bem quieta. Tudo ia bem até que no início de dezembro tivemos que operá-la (piometra), acredito que ela tenha perdido muito sangue pq logo apresentou uma anemia severa sendo preciso uma transfusão de sangue com 11 dias após a cirugia, ficou internada quase uma semana, a glicemia passou a oscilar muito. Ela ainda está tomando os antibióticos e odeia a ração especial, é um custo fazê-la comer, nestes dias de tratamento, tenho misturado na ração um pouco de patê (ad), mas ontem mesmo ela só quis comer dando na mão, em quantidades menores. Hoje, pela manhã notei que além de não querer comer (comeu um pouco dando na mão), ela estava pálida e calambeando, nem consegui tirar sangue das orelhinhas para medir a glicemia e a gengiva e língua estão mais brancos. Será preciso outra transfusão? Os veterinários da minha cidade não tem experiência com esses casos, é uma cidade pequena, acabei levando para uma cidade vizinha onde tem um hospital e veterinários mais acostumados com esses casos. Fui ouvir falar de curva glicêmica só lá. Só que é muito difícil prá mim esse deslocamento. No momento queria pedir que me ajudasse com a alimentação dela…quero tirar a ração e passar a fazer em casa prá ela. É uma poodle de 13 anos, com 6,7 Kg, saudável e a glicemia varia ao longo dos dias normais…de 111 a 174 mg/dL. Agradeço muito, desde já e estou muito feliz por vc e pelo Manolo!!! Bjs! Fique com Deus!!!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: