Arquivo de 17 julho, 2012

Frederik e o caroço de manga

Frederik, um cão da raça Lhasa Apso de quatro anos, é nosso paciente desde filhotinho. Vilma, sua tutora, é uma das pessoas mais preocupadas e cuidadosas que eu conheço. Faz o que está – e até o que não está – a seu alcance por seu companheiro.

Fred já foi operado duas vezes (uma castração e um problema na patinha), tomou todas as vacinas conosco e, mesmo assim, gosta muito da gente. Costumava vir até minha sala sozinho só para dar um “bom dia” ou para ganhar um biscoito.

No último dia dos namorados, 12 de junho, Fred engoliu um caroço de manga! Vilma diz que ele adora manga, assim como o meu Manolo costumava chupar o bagaço na maior alegria. Mas, dessa vez, ele engoliu, o caroço transformou-se num corpo estranho dentro do Fred.

Esse é o Fred

Vilma enviou um email relatando o ocorrido. Tentando não apavorá-la, pedi que o levasse no dia seguinte logo pela manhã para solicitarmos um ultrassom. Neste ano operamos um Cocker obstruído por um caroço de ameixa que se alojou no intestino. O caroço de manga seria muito pior!

No dia seguinte, confirmamos realmente que o caroço de manga estava no estômago, não sairia de jeito nenhum. Tínhamos duas opções: endoscopia ou cirurgia. A primeira seria menos invasiva e melhor, caso desse certo. O especialista e amigo Fabio Kozu nos adiantou que, de três caroços de manga, conseguiu tirar dois. O outro necessitou de cirurgia devido a quase duas horas de tentativa.

A cirurgia envolveria cuidados extras no pós-operatório e, sendo um procedimento invasivo, Fred sentiria muito mais desconforto. Sem pestanejar e após minha orientação, Vilma optou pela endoscopia. Mesmo sabendo que poderia não dar certo e, caso isso acontecesse, pagaria pela endoscopia e pela cirurgia. Tudo o que ela queria é que ele não sofresse, que o Fred ficasse bem!

Fiquei apenas como observadora durante o procedimento. Tudo dependia do Fabio e do nosso amigo e competente anestesista João. Mais de duas horas e nada, o caroço estava cheio de polpa, o que dificultava muito a apreensão. Vilma chegou e disse que estávamos perdendo as esperanças. Foram inúmeras tentativas e o tempo estava correndo. Até saí do centro cirúrgico de tanta tensão, preferindo esperar do lado de fora por uma boa notícia.

Voltei ao centro e nada. Disse ao Fábio que ligaria para a Ju, minha sócia, para voltar à clínica para cirurgia. Nosso incansável amigo disse que continuaria tentando até ela chegar. Liguei para a Ju, avisei a Vilma e ficamos tristes do lado de fora pensando no Fred….

De repente a Mari, nossa plantonista, veio correndo nos avisar que o Fábio tinha conseguido!!! E então Vilma desabou num choro de alegria e alívio.

Depois disso nunca mais meu Manolinho chupará manga… E o Fred ficará apenas com o suquinho.

E foi assim meu dia dos namorados. Jaime, te amo de paixão, mas o caroço de manga foi um dos melhores presentes que já ganhei num dia dos namorados 🙂

Esse é o caroço da manga

10 Comentários