Vivendo, lendo e aprendendo

Estou relendo o livro “O encantador de cães“, de César Milan, presente do querido amigo veterinário Carlos Alberto. O autor se descreve como treinador de cães e pessoas porque muitas vezes os problemas que acreditamos ser dos nossos animais são, na verdade, nossos.

Segundo Milan, uma das principais formas de nos comunicar com nossos bichos é por meio da energia. Eles conseguem captar nossas emoções e, de acordo com nosso estado emocional, podem apresentar comportamentos diversos. O autor afirma que um cão deve ter um líder para seguir. Caso contrário, toma o posto do líder da matilha.

O livro nos ensina a enxergar os cães de outra maneira. Pela segunda vez pensei que um cachorro de rua pode não ser tão infeliz como sempre imaginei. Isso me confortou.

A primeira vez que isso me passou pela cabeça foi quando conheci a União Internacional Protetora dos Animais (UIPA). Há cerca de quatro anos trabalhei em alguns plantões na clínica veterinária da UIPA e fiquei arrasada ao ver tantos animais juntos. Cheguei a pensar se não seria melhor que estivessem em liberdade. Mas sei que a liberdade em alguns casos pode ter um preço alto, como a fome, os maus tratos e a falta de abrigo.

Voltando ao livro, acredito que todos os proprietários de cães deveriam lê-lo. Mesmo sendo veterinária e conhecendo um pouco o comportamento canino, constatei que como proprietária faço muitas coisas erradas. Um cão precisa de educação e comando, não apenas de carinho.

Um hábito comum – e errado – que adotamos com animais que temem barulho de fogos ou chuva é acariciar e acolher nosso pet nessas situações. Com isso, condicionamos e incentivamos o medo e a insegurança, quando na verdade deveríamos transmitir o contrário.

Como veterinária, lido diariamente com cães e gatos de diferentes temperamentos. Acredito plenamente na troca de energia como forma de comunicação. Os animais conseguem captar o medo e a insegurança, assim como a confiança e o amor. Alguns proprietários amam tanto seus animais que mal conseguem vê-los recebendo uma vacina. Na maioria das vezes, esses pets  ficam muito mais calmos quando seus donos não estão por perto. Já outras pessoas transmitem tanta segurança aos seus cães e gatos que tudo fica mais fácil quando estão juntos.

Desenvolvemos cada vez mais uma ligação especial com nossos animais e podemos melhorar muito esse relacionamento ao compreendê-los melhor. Um animal de companhia é, sim, um tesouro a ser protegido e amado. Mas que também precisa de educação e diversão.

Aproveitem a dica e boa leitura! Escrevam para mim depois para contar o que acharam.

Anúncios

, , , , , ,

  1. #1 por Lilian Gil Robles Lopes em março 6, 2012 - 6:19 pm

    Infelizmente eu sou uma dessas pessoas que quase chora junto com a minha pequenina quando nas festas ou comemorações soltam fogos.
    Quase entro debaixo da cama com ela.
    Preciso aprender muito ainda.
    Bjs Lilian

    • #2 por tattitie em março 15, 2012 - 12:51 pm

      Eu seu disso, Lilian!
      Muitos beijos,
      Tatti

  2. #3 por Maricy em março 7, 2012 - 10:40 am

    Qdo é em futebol, tem fogos, e estamos juntas eu saio pulando e comemorando!! Pior qdo não é do meu time, hahah, mas pra Nina não se tremer toda, eu pulo, e ela acaba latindo e pulando em mim e quando ve, ja nao tem barulho….mas nao me lembro de passar o reveillon junto dela… Sabem, como é, guarda compartilhada, rsrsrsr
    POde ser minha proxima leitura sim, valeu a dica Tati!
    Bj Marry

    • #4 por tattitie em março 15, 2012 - 12:52 pm

      Marry, imaginei a cena!!!! rs
      Beijos e aproveite a leitura, você vai gostar!!!

  3. #5 por Rozi Azevedo em março 15, 2012 - 2:31 am

    Dra. Tati, dica excelente o livro do Cesar Milan, não o li, mas assisto todos os dias no canal “Animal Planet” o programa do Cesar e tenho aprendido muito para lidar com a minhas pequenas, Dhara (se é que posso chamá-la de pequena! rsrs) e Nynah. Agora com sua dia, vou ler o livro também.
    Assim como a senhora também acredito na transmissão de energia, nossos pets entendem tudo que passamos a eles.
    beijos Rozi

    • #6 por tattitie em março 15, 2012 - 12:53 pm

      Oi, Rozi!
      Mesmo grandona ela vai ser sempre “a pequena Dhara”.
      Beijos,
      Tatti

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: