Viagem à vista? Saiba os cuidados que devem ser tomados com seu cão ou gato

Nesta época do ano muitos clientes que viajam com seus animais me questionam sobre uma série de cuidados. Por isso escrevi este post com dicas para que seu pet viaje com segurança.

Sei que alguns proprietários de cães nem os levam passear na rua por medo de doenças, mas acho muito importante o contato dos animais com a natureza. Eles precisam passear, sujar as patinhas, sentir outros cheiros e interagir com outros animais. O que devemos fazer é proteger nossos bichos da maneira correta, mas sem privá-los de todo esse prazer.

Em viagens de final de ano, sempre que possível vou para lugares que permitam que eu leve meus dois cães. Gosto de destinos mais tranquilos, longe do tumulto e perto da natureza. Em 2010 fomos para Monte Verde (MG). Manolo e Lolita adoraram! Durante o dia, aproveitavam as trilhas e a natureza. À noite, curtiam suas caminhas aquecidas perto da lareira.

Outro lugar que gostei bastante (indicação da minha cliente Eunice) foi Gonçalves (MG), a 190 km de São Paulo, no topo da serra da Mantiqueira, ideal para quem gosta de sossego, trilhas e cachoeiras. Fomos muito bem acolhidos na pousada, que também hospeda animais.

Independentemente do seu destino de viagem, é fundamental que seu animal esteja com as vacinas em dia, vermifugado e prevenido contra pulgas e carrapatos. Listo abaixo cuidados importantes que deve ser tomados com seu cão ou gato.

Vacinas para cães 

* V8 e V10:  vacinas imprescindíveis para o cão. Previnem doenças virais altamente contagiosas e muitas vezes fatais como cinomose, parvovirose e leptospirose (transmitida pelo rato, considerada uma zoonose);

* Raiva: a única obrigatória por lei para cães e gatos por prevenir uma zoonose. Proprietários que pretendem viajar com seu animal de ônibus ou avião devem vaciná-lo no mínimo 30 dias antes da viagem. Também é necessário levar um atestado de saúde, que pode ser emitido pelo veterinário de sua confiança. Proprietários que viajarão com seu pet para o exterior devem consultar as normas de cada país. A maioria exige carteira de vacinação, atestado de saúde e exame sorológico para raiva, que deve ser coletado pelo médico veterinário e encaminhado pelo mesmo ao Centro de Controle de Zoonoses (CCZ);

* Gripe (Bronchiguard, Bronchishield, Pneumodog): opcional. Recomendo para cães que tem muito contato com outros e/ou que ficarão hospedados em hotéis para animais;

* Giardia: também opcional. Está em falta e sem previsão de normalização. A Giardia é um tipo de verme comum no verão e muito resistente no ambiente. Aos proprietários de cães que costumavam aplicar em seus bichos a Giardia, sempre digo que ela não substitui a vermifugação e vice-versa. A Giardia também é uma zoonose.

Vacinas para gatos 

* Tríplice e Quádrupla: as mais importantes para felinos. Previne doenças virais como  panleucopenia, calicivirose e rinotraqueite. A Quádrupla previne também a clamidiose (considerado uma zoonose);

* Raiva: também a única vacina obrigatória para gatos.

Vermifugação

* Deve ser feita no mínimo duas vezes ao ano, independentemente das viagens;

* Para gatos existe vermífugo tópico, que deve ser reaplicado após 15 dias.

Prevenção contra pulgas e carrapatos

* Recomendo a aplicação mensal de produtos contra pulga e carrapatos para todos os cães e gatos que tenham acesso à rua e/ou tomam banho em pet shop;

* Prefiro os medicamentos às coleiras. Nos meus cães utilizo o Practic (Novartis) e o Revolution (Pfizer);

*  Aplique o produto no mínimo dois dias antes da viagem;

* Caso tenha dois ou mais animais, após aplicação do produtos deixe-os separados por algumas horas para evitar intoxicação por lambedura.

Para viagens ao litoral (cães)

* Faça a prevenção contra a Dirofilariose (“verme do coração”) no mínimo dois dias antes da viagem e repetir a medicação após 30 dias;

* Gosto do Revolution (Pfizer), que também previne pulgas e carrapatos;

* Para opção por via oral, opto pelo Endogard ou Mectimax;

* Para cães que viajam sempre para o litoral, recomendo a prevenção mensal.

Para viagens ao interior de SP e Minas (para cães)

* Faça a prevenção contra Leishmaniose (considerada uma zoonose);

* Repelentes como Revolution também são repelentes, mas a maneira mais eficaz de prevenção é fazer uso da coleira Scalibor (ao colocar a coleira no cão, observe se o mesmo não apresenta reação local).

Cuidados na viagem de carro

* Para evitar acidentes, recomendo o cinto de segurança para cães e a caixa de transporte para os gatos;

* Dependendo do tempo de viagem, faça paradas a cada duas ou três horas para oferecer água ao animal e para que ele faça suas necessidades caso tenha vontade;

* Para cachorros que soltam muito pelo, indico o protetor para banco de carro (existe para banco dianteiro e traseiro), disponível em lojas para produtos de animais. Comprei o meu na Cobasi;

* Caso seu animal sinta enjôo ao viajar de carro ou fique muito agitado, algumas medicações podem auxiliar, desde que recomendadas pelo veterinário de sua confiança. Ressalto que alguns animais podem ter reação adversa a qualquer tipo de medicamento. Portanto, nunca use medicações sem prescrição médica.

Nem todos podem levar seus melhores amigos em suas viagens e nessas horas contamos com os hoteizinhos para cães e gatos. Recomendo uma visita antes ao local para ter certeza de que seu animal não ficará preso em gaiolas. Leve seu animal junto na primeira visita e observe como estão os outros hóspedes do estabelecimento.

Para proprietários de gatos, prefiro que os mesmos fiquem em locais especiais para felinos. O gato tem suas particularidades e pode ficar muito estressado num ambiente barulhento e com outros animais. O gato, diferentemente do cão, pode ficar sozinho alguns dias, desde que tenha água e ração em quantidade adequada. Eu, particularmente, não aconselho deixá-los mais do que três dias sozinhos.

A maioria dos hotéis exige que seu animal esteja vacinado, vermifugado e medicado contra ectoparasitas (pulgas e carrapatos). Isso é fundamental para garantir a saúde do seu pet e dos outros amiguinhos.

Aproveite as dicas e faça uma boa viagem – com ou sem seu cão ou gato!

Anúncios

, , , , , , , , , ,

  1. #1 por jaimesaldanhajr em novembro 24, 2011 - 6:29 pm

    Muito bom Tati! Eu mesmo não sabia destes cuidados necessários.
    Bjs

    • #2 por tattitie em novembro 25, 2011 - 1:28 am

      Viu quanta coisa tenho que fazer para levar o Manolinho viajar?!

  2. #3 por Carlos Alvino em novembro 24, 2011 - 6:56 pm

    Olá Tati, excelentes dicas, adorei vou espalhar aos amigos o post!
    Parabéns,

    • #4 por tattitie em novembro 25, 2011 - 1:26 am

      Super obrigada, Carlos!!! Fico muito feliz que tenha gostado!

  3. #5 por vilma em novembro 29, 2011 - 9:49 pm

    Oi Taty,obrigada pelas dicas. Tem como voce sugerir algumas pousadas que aceitam nossos filhotes? Um grande beijo.

    • #6 por tattitie em dezembro 1, 2011 - 6:05 pm

      Oi, Vilma! O Fred melhorou?
      As últimas que fui recomendo, mas depende para onde planeja ir.
      Já tem idéia?
      Beijos

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: